­
Federação Portuguesa da Formação Profissional
e Emprego de Pessoas com Deficiência e Incapacidade

HiLives mjnfjdkisjh

HiLives | Erasmus+

2021 - 2023

Apesar dos progressos nos últimos anos, os jovens com deficiência ainda têm grandes dificuldades na participação em atividades sociais e no acesso ao trabalho. Diante de um sistema educacional que, ao longo dos anos, foi influenciado por uma ideologia que favorece classificações e competição entre estudantes - mais do que cooperação e solidariedade - a igualdade de oportunidades no ensino superior (ES) ainda está longe de ser alcançada. No caso específico de alunos com deficiência intelectual e de desenvolvimento (DDI), e embora sua inclusão nas escolas regulares já esteja implementada, a oportunidade para estes alunos acederem ao ES é inexpressiva ou inexistente. É, portanto, altura de fomentar a transição dos jovens com DID para o ES e para o emprego, garantindo a oportunidade de continuar o seu processo de socialização e desenvolvimento, participando ativamente nas comunidades, e desenvolvendo competências socioprofissionais em conjunto com os seus pares.

Neste contexto, o impacto esperado deste projeto é a criação de um novo cenário para abrir as oportunidades para as pessoas com DID, tanto considerando o Ensino Superior quanto a empregabilidade no mercado de trabalho. Esta população tem muitas dificuldades em obter e manter um emprego, o que leva ao seu isolamento social. No entanto, também é evidente que esses jovens, com o apoio das suas famílias, querem investir na formação para ingressar no mercado de trabalho com mais facilidade, independência e aumentando sua participação social. O projeto HiLives visa, portanto, criar oportunidades para partilhar conhecimentos e práticas nesta área, para a criação de uma parceria na área de (i) inclusão de alunos com DID em Instituições de Ensino Superior, e (ii) transição para uma vida ativa e independente, explorando o papel que a mídia digital pode desempenhar nesse processo. A formação e participação são uma mais-valia para a sociedade, e podem levar a carreiras profissionais significativas, novas amizades e interesses, devendo ser uma oportunidade para todos os alunos. As ferramentas digitais atuais são instrumentos que têm potencial neste campo e podem ser vistos como um recurso para aproximar os jovens.

O projecto HiLives - Including and Connecting in Higher Education: networking opportunities for independent lives- visa desenvolver os seguintes produtos intelectuais:

  • um enquadramento transnacional/europeu para o desenvolvimento de um currículo de Ensino Superior inclusivo, flexível e centrado no aluno para jovens adultos com DID;
  • um protótipo de uma ferramenta digital para conectar e criar redes de oportunidades, para fazer face às lacunas e desencontros entre as expectativas, combinando as competências e necessidades dos jovens adultos com DID com a oferta do Ensino Superior e oportunidades de emprego;
  • um Guia de Boas Práticas transnacional/europeu para instituições de ensino superior, escolas secundárias e Empregadores, com o objetivo de ajudar jovens adultos com DID a aceder ao Ensino Superior e iniciar uma vida independente.

Este projeto permitirá que oito parceiros de quatro países cooperem, inovem e compartilhem experiências, conhecimentos e boas práticas com o objetivo de criar redes de oportunidades para vida independente de jovens estudantes com DID no ES.

Quatro desses parceiros são instituições de ensino superior (Universidade de Aveiro, Portugal; Universidade de Ghent, Bélgica; Universidade de Salamanca, Espanha; e Universidade da Islândia, Islândia). Os outros quatro parceiros são Organizações e Associações que trabalham diretamente com jovens adultos com DID e suas famílias (ASSOL, Pais-em-Rede, FORMEM e AvisPT21).

Os resultados do projeto não serão apenas os Produtos Intelectuais, mas também as competências e experiências que todos os parceiros do projeto e participantes nas atividades irão adquirir. Este importante domínio de conhecimento e experiência adquiridos pelos participantes, alunos e funcionários certamente permanecem após o cronograma do projeto. Haverá também um aumento das competências na abordagem da inclusão de pessoas com DID, e também no desenvolvimento de uma visão comum sobre o panorama europeu no que diz respeito à natureza inclusiva das Instituições de ES.

As atividades e resultados da HiLives podem ter um grande impacto potencial tanto nas pessoas envolvidas, como em organizações e sistemas (Instituições de Ensino Superior, Escolas Secundárias, Associações e Instituições, Ministérios da Educação e decisores políticos europeus). Partilhar práticas e inovar no domínio da inclusão de cidadãos com DID (no ES e no mercado de trabalho) pode ter, inquestionavelmente, um elevado impacto na sociedade, que beneficia não apenas o grupo-alvo principal deste projeto (estudantes com DID) mas também os Parceiros envolvidos e outros participantes e partes interessadas (famílias, cuidadores, escolas, professores, funcionários universitários, empregadores).

eu flag co funded pos rgb right

 


 

­
Este site utiliza cookies. Ao navegar neste site está a consentir a sua utilização. Consulte as condições de utilização e de privacidade.
copyright 2011-2022 FORMEM | Portugal